Hamilton Mourão leva 11 embaixadores em viagem para conhecer a “realidade” da Amazônia
Em Ceilândia, grafite decora fachada de mercado
Exibir tudo

Emirados Árabes Unidos lançam campanha mundial para atrair investimentos e talentos estrangeiros

08 de setembro 2021

Os Emirados querem se consolidar como um dos centros de negócios mais dinâmicos, competitivos e inovadores do mundo

O ministro da Economia dos Emirados Árabes Unidos (EAU), Abdulla bin Touq, anunciou o investimento de US$ 13,6 bilhões no próximo ano no país. O objetivo é impulsionar o desenvolvimento em 10% nos próximos anos. A iniciativa prevê também investimentos de US$ 150 bilhões até 2030, além da flexibilização de leis de residência, para atrair mais moradores, em especial os oriundos da África e Oriente Médio que já trabalham no país.

O governo dos Emirados Árabes Unidos está realizando os investimentos como parte de uma campanha mundial, chamada ‘Emirados Globais Unidos’ (United Global Emirates), que busca atrair investimentos e talentos estrangeiros, enquanto se apresenta como um dos centros de negócios mais dinâmicos, competitivos e inovadores do mundo.

Os sete Emirados que integram a nação são Abu Dhabi, Dubai, Xarja, Ajmã, Umm al-Quwain, Ras al-Khaimah e Fujeira. Eles esperam dobrar a economia dos Emirados Árabes Unidos na próxima década fazendo grandes acordos comerciais com países como Israel, Turquia, Reino Unido e Índia.

O anúncio surgiu em meio aos preparativos para o 50º aniversário dos EAU, enquanto o país busca acelerar reformas econômicas e sociais para um futuro pós pandemia.

Com sua localização estratégica, fortes reservas financeiras e fundos soberanos de riqueza a investimentos em grandes projetos de desenvolvimento e infraestrutura, os EAU foram capazes de criar uma economia moderna, dinâmica e diversificada em apenas 50 anos. O desejo é continuar ampliando os horizontes da nação, gerando  um ambiente modelo para investimento e empreendedorismo.

Os EAU ficaram em primeiro lugar em nível regional e 9º em nível global no Relatório de Competitividade Global 2021 emitido pelo Centro de Competitividade Global, e ficaram em primeiro lugar em nível global em 22 indicadores.

Desejando não depender mais da exportação de petróleo, a prioridade do governo é continuar a acelerar o desenvolvimento econômico e a destravar oportunidades, especialmente incentivando as pequenas e médias empresas e infundindo uma cultura de empreendedorismo em todo o país.

Um dos principais pilares das ambições dos EAU é atrair desenvolvedores associados à economia do conhecimento e às tecnologias avançadas. Inteligência artificial, a Internet das Coisas, blockchain, tecnologias médicas inovadoras, transporte de alta velocidade, realidade virtual aumentada, robótica, automóveis com direção própria e energia renovável.

Os Emirados Árabes Unidos são sede de mais de um quarto das 500 maiores empresas do mundo. Continua sendo um destino principal de investimento para o capital estrangeiro.  Possui 10 aeroportos comerciais, 27 licenças de companhias aéreas, 105 companhias marítimas, 12 portos marítimos e comerciais, e cerca de 310 atracadouros marítimos, além dos portos petrolíferos, com uma capacidade de movimentação 80 milhões de toneladas de carga.

O Banco Central dos EAU estima em até 2,5% de crescimento do PIB real, e 3,6% de crescimento do PIB real não petrolífero. Em 2022, pretende atingir 3,5% de crescimento do PIB real, e 3,9% de crescimento do PIB real não-petrolífero.

* Com informações da Agência de Notícias dos Emirados